Do que sentes falta de comer, Cisca?

Com 31 semanas de gravidez já posso dizer que tem sido uma experiência óptima. Muita, muita sorte, não haja dúvida alguma. Havemos de falar sobre isto.
 
Com todas as coisas boas que a gravidez tem tido, há também alguns pequenos sacrifícios, em especial no campo da alimentação. Fisicamente, aliás, a única coisa chata que me lembro é não poder estar deitada de barriga para baixo, coisa que sabe tão bem. De resto, à parte de ter cancelado um concerto no primeiro trimestre e de ter perdido um pouco da noção do meu centro de gravidade, tenho feito a vida toda normal. Ok, deixei de correr e de fazer aulas do ginásio. Mas tenho mantido a actividade física, com caminhadas diárias de 6 lm. e passeios de bicicleta. Nada de muito significativo a assinalar, portanto.
 
Na alimentação - como dizia - há no entanto diferenças consideráveis.
Para começar deixei o sushi. Doloroso, confesso.
Depois as saladas.
E os morangos.
E as coisas cruas, vá.
Além disso, a sangria, os panachés ao sair da praia, o vinho.
E a mousse de chocolate.
 
Apesar destas restrições, o que tenho assim verdadeira vontade de comer é uma tosta mista. E uma salada do vitaminas. Coisa mais parva, não é?
O fiambre seria até pacífico, se congelado antes e esses cuidados extraordinários. A salada também, se posta em vinagre e blá, blá, blá. Mas não era isso que eu queria; apetecia-me mesmo era ter a possibilidade de me sentar num café e pedir sem problemas uma tosta mista. Assim, maravilhosa, cheia de fiambre cru. E depois, uma salada do vitaminas, com quilos de alface e zero vinagre. Pronto, era só isto.
Ao jantar, barrigada de sushi e uma sangria gelada. Tão simples fazer uma mulher feliz!
 
 

 
 

3 Coisas dos outros

  1. Oh... lembro-me que uma noite, já eram pra aí umas 2 da manhã, quando o Apimentado me foi fazer uma tosta mista porque eu estava desejosa de comer uma. Comi algumas enquanto estive grávida e sabiam-me maravilhosamente bem! Como sou imune à toxoplasmose, tive sorte nisso. Comi algumas massas do Vitaminas, mas dispensei o alface porque não sabia se estava bem limpo ou não.
    Sushi como não gosto, não foi uma restrição que me fizesse falta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que sorte não gostar de sushi! Eu desgraço-me..!

      Eliminar
  2. Quem nunca esteve gravida não imagina nem se apercebe desse pequenos parêntesis que a gravidez trás.
    O que vale é que são só nove meses, não é?
    Beijinhos Cisca! :))))

    ResponderEliminar