Quilos a mais

Na minha primeira gravidez engordei dez ou onze quilos e, duas semanas depois, tinha menos doze. Desta, engordei onze e um mês depois, só perdi sete. Não há direito!

Há várias explicações para o meu excesso de peso de que não me consigo livrar mas assim de repente julgo que se explica:

- Pela minha idade (avançada) - mais três anos que na gravidez anterior e sobretudo mais de trinta;

- Pela minha fome de leão - num tamanho que não tem explicação!;

- Pela minha total falta de exercício - notar no entanto que ainda não fui à revisão pós parto, pelo que não me queria aventurar já no desporto (no entanto se já tivesse ido, havia outra desculpa qualquer);

- Pela época do ano em que isto aconteceu - Natal! - com todos os doces à mistura (reencaminhei esta semana à minha mãe três caixas de chocolates que não quero ter em casa, estão a ver que linda?)

Isto posto, sendo o primeiro passo admitir o problema, eu admito: estou demasiado gorda e flácida. Nada elegante. Uma coisa nada bonita de se ver. Visto a minha roupa toda mas pareço um trambolho cilíndrico. Não gosto da visão do espelho e sei que é urgente ter mais cuidado comigo e prestar mais atenção. Morro de medo do desleixo. Por mim. Pelas minhas filhas. E pelo meu marido que é um gato e fica-lhe melhor um mulherão ao lado.

1 Coisas dos outros

  1. Na primeira gravidez engordei 19 quilos e foi preciso passar dois anos após o nascimento da S. para voltar aos 57 kg que tinha antes de engravidar. Os últimos 4 quilos foram um tormento mas desapareceram com ajuda de uma nutricionista.

    Agora, nesta gravidez e com quase 32 semanas, já engordei 11 quilos. Espero não passar dos 15 quilos. A ver vamos!

    ResponderEliminar