O lado positivo

O conceito de fazer praia muda substancialmente quando temos um bebé. Nem falo da tralha que se leva, que no nosso caso como vivemos a 200 metros, não é tanta assim (com facilidade se vai e volta), mas da prática da actividade "praiar" propriamente dita.

Estarmos os dois a dormir ao sol desapareceu. Irmos os dois ao mar ao mesmo tempo também. 

A diferença que a mim me parece no entanto maior é no horário. Desapareceu por completo o estar na praia à uma da tarde. Ou às três. Temos a C. à sombra mas ainda assim ao meio dia, meio dia e meia no máximo, estamos de regresso a casa. De tarde, só a partir das quatro, sendo que como ela dorme a sesta grande depois do almoço, tem sido mais cinco.

Nunca fiz estes horários e é uma grande diferença em relação aos anos anteriores.
Mas a parte boa, que devemos sempre ver o lado positivo, é que não apanhei um único escaldão. Estou bronzeada qb mas zero pele vermelha. Obrigada, filha!


2 Coisas dos outros

  1. Eu ía às 9 vinha às 11 e ía às 6 e vinhas às 7.

    ResponderEliminar
  2. Oh como eu te percebo Cisca, estas férias pensei muito nos meus verões antes de ser mãe. Era tudo tão diferente. Hoje em dia quando penso na tralha toda que implica uma simples ida à praia, já quase que perco a vontade. Mas pronto, são as adaptações da vida...

    ResponderEliminar