A sorte da minha filha não tem tamanho

Ou melhor; na verdade tem 1,97 cm e chama-se pai.
O pai da minha filha, que vem a ser o meu marido, é uma sorte gigante e ela, que ainda é pequena, não sabe a sorte que tem por isso. Na verdade, ela ainda não percebe que ter um pai em cima do qual vê o mundo, é um privilégio. Que chega ao cimo de todos os escorregas só por esticar a mão, que a deixa tocar nas árvores quando está às cavalitas e que consegue chegar ao tecto sem qualquer esforço.  Ela ainda não sabe mas ter um pai alto é espetacular! E este em particular, que alinha em todas as brincadeiras (e é pior que ela!) é a melhor coisa que ela podia ter. Uma sorte que tem altura mas não tem tamanho.

1 Coisas dos outros