É o chamado "já agora"

A nossa casa foi entregue a tempo e horas, palmas, palmas, palminhas para a empresa que executou, vai daqui um beijinho bom para todos.
Não foi no dia com que se comprometeram quando as obras começaram mas a responsabilidade está toda do nosso lado porque, já agora, fomos acrescentando coisas.

Já agora focos na sala;
Já agora rever a wc de serviço;
Já agora pintamos o exterior;
Já agora instalam também a máquina.

Clientes chatos nós nos acusamos mas correu tudo muito bem!

Esta semana fui receber novamente a empresa para uns detalhes de última hora e durante o tempo em que lá estivemos fui-me lembrando de mais uma coisinhas. Olhem aqui esta lâmpada, se calhar davam aqui um jeitinho, e se pudessem passar aqui qualquer coisa para abrir, e encontrei uma dobradiça empenada and so on.
Já pedi serviço de suporte das nove às cinco durante o próximo mês mas bem, bem era recebê-los lá em casa de malas e bagagens e ficam lá a viver para ajudarem sempre que preciso.

Isto faz-me exactamente lembrar a minha saída do hospital depois de ter tido a C.
(Não tem nada a ver pois não?)
Saí num quinta feira à hora de almoço e no sábado fomos fazer o teste do pézinho com a parteira no mesmo hospital.
A minha sugestão na altura foi deixarem-me passar ali mais uns dias, com aquele apoio todo fabuloso dos profissionais de saúde que lá trabalham.
Agora não são de saúde, mas são altamente PRO's em remodelações de casa e obras e arranjos em geral por isso, já agora, podia muito bem adoptá-los.


1 Coisas dos outros