O lado positivo

Por esta altura do campeonato já deu para perceber que sou uma mãe galinha - tão galinha, tão galinha que por minha vontade punha a minha filha num ovinho e de volta à minha barriga (mentira, não punha nada!)
  
Neste chicken state of mind em que me encontro, continua a custar sair de casa para ir trabalhar. Apetecia-me ficar com ela, vê-la crescer, brincar, dar mimos, ao invés de ter de sair todos os dias de manhã, para voltar ao final do dia. Valham-nos os fins-de-semana (mas que são tão curtos..).

A parte boa - ver o lado positivo das coisas - é que quando chego, recebo o maior sorriso do mundo, acompanhado de saltinhos e gritinhos, de um bebé que fica tão feliz por ver a mãe, como a mãe fica por ver a filha. E isto é sem dúvida a melhor parte do meu dia.



1 Coisas dos outros