A arte de bem fazer malas

Saí de casa dos meus pais aos dezoito anos mas durante os cinco seguintes fui lá praticamente todos os fins de semana.
Quando acabei o curso e voltei para lá para trabalhar, o P. trabalhava em Coimbra e passamos dois anos  para cá e para lá aos fins de semana,
Quando casamos fomos viver para Lisboa e em quatro anos fizemos a A1 sentido Sul Norte e Norte Sul centenas de vezes.

A minha vida adulta foi marcada por fazer malas. Fiz e desfiz milhares de malas nos últimos treze anos. Se isto não confere grau de mestre, não sei o que faltará. Mas é de certeza suficiente para ser craque no assunto.

Sem prejuízo, foi com alguma surpresa que saímos os quatro de casa para passar um fim de semana fora (três dias e duas noites) com apenas duas malas de cabine. Recordo que somos dois adultos, uma criança de três anos e um bebé de três meses. Confesso que a minha habilidade até a mim me surpreendeu.

Usei uma mala de cabine para a roupa das duas (literalmente, metade para cada uma) e uma para nós os dois. Deu para a roupa, casacos, fatos de banho, artigos de higiene e extras. No carro levamos também o carrinho da I. (que é na verdade aquilo que ocupa mais espaço) e quase que nem parece que vamos com tralha. Foi mesmo super simples.

A minha regra de ouro (aprendida com a minha rica mãe) é: preencher todos os espaços. Assim, não há centímetro livre nas malas, nem que isto implique às vezes separar duas meias para aproveitar melhor o espaço. O resultado (para mim que detesto transporte de tralha) é super feliz: dois volumes para quatro pessoas e teste superado!

1 Coisas dos outros

  1. Já eu sou exatamente o oposto! Sou péssima a fazer malas e quando vamos de viagem, levo este mundo e o outro e acabo por não ter espaço para tudo. Cá em casa, quem faz as malas é o maridão. Eu coloco o que quero levar em cima da cama e ele acomoda tudo perfeitamente dentro das malas, referindo sempre que eu escolho "carga" a mais para levar e que nem metade vou usar.

    Quem me dera ter a arte de bem fazer as malas!

    ResponderEliminar