Quando vim viver para Lisboa, um dos meus "problemas" era com os serviços de sempre, a que estava tão habituada, que já me conheciam tão bem; o cabeleireiro, a manicure, o café "do costume".

O maior e mais evidente problema era a manicure. Há alguns anos que fazia as unhas no mesmo sítio e já nem pedia - já sabiam que era francesa (a manicure, não eu). Nunca ousei cores nem coisas difrentes. Todas as semanas, o mesmo.

Quando cheguei a Lisboa, não só não encontrei nenhum serviço destes que me agradasse, como os que fui tentando tinham sempre a manicure francesa mais cara que o resto. Foi aqui que comecei a experimentar cores. Primeiro os rosas, os brancos, os nudes. Depois os corais, os alaranjados.

Estou em Lisboa há quase quatro anos e pese embora sô rcntemente tenha encontrado uma manicur de que gosto, já usei todas as cores, mesmo aquelas mais improváveis.

Hoje tenho as unhas pretas. É a primeira vez em toda a minha vida que pinto as unhas desta cor.

Isto são só unhas mas a verdade é que quando saí da manicure não consegui deixar de pensar que tudo na vida é uma oportunidade. E as mudanças não são necessariamente más. E podem acontecer coisas maravilhosas se não tivermos medo de arriscar.

Isto não tem nada a ver com unhas mas é um mantra para os próximos meses.


Sobre isto falamos em breve.


2 Coisas dos outros

  1. Percebi a lógica do teu post e acho que faz muito sentido. Efetivamente nada na vida é estanque. As coisas mudam e nós com elas também vamos sofrendo alterações.

    ResponderEliminar
  2. Eu já mudei algumas vezes de cidade e realmente é chato perder os sítios que tanto gostamos e que já nos conhecem e atendem como queremos.
    Entendi o significado do post e não posso estar mais de acordo. A vida é uma oportunidade todos os dias... Mas saber arriscar :)

    ResponderEliminar