Fazer do desporto uma parte da vida

Dia 1 de Outubro estava no ginásio, como uma menina bonita, para cumprir a minha promessa. Nesse dia decidi-me pelas duas vezes por semana, que em boas semanas podem ser três, assim assuma o exercício a qualidade de vício bom.

Mas depois o P. chegou no dia 3, a C. passou duas semanas doentinha e nunca mais lá fui. Não queria bem que isto soasse a desculpa, mas não consegui mesmo ir, nem me lembrei, confesso.

Graças a Deus a pequenina está quase a 100%, já não tem antibiótico às oito da manhã e por isso lá fui.

Foi fácil encaixar o exercício numa slot do dia. Mais fácil do que esperava. Perdeu no entanto contra o sono - implica dormir menos cinquenta minutos. Mas compensa. São trinta de exercício e vinte de banhos + chegar ao trabalho. Portanto, completamente deitado por terra o argumento que tinha há uns tempos atrás quando dizia que não havia espaço no meu dia. Fica a nota - há sempre espaço e há sempre tempo.

Volto a ginásio e vou a pensar no caminho que isto não me custa nada, é um gosto até. A perspectiva de perder algum peso, de tonificar o tanto que tenho para ser tonificado, é um desafio. Não estou contrariada e não há absolutamente razào alguma para não fazer isto mais vezes. Só a minha própria preguiça (e às vezes o sono).

Estou empenhada, dedicada e quero mesmo isto. E oxalá me possa lembrar destas palavras pelo menos duas vezes na próxima semana, para fazer do ginásio uma parte da vida.

1 Coisas dos outros

  1. Eu e o ginásio já tivemos uma relação melhor e tudo por culpa minha.

    ResponderEliminar